O dia servido para o Projecto Eguralt apresentar um livro sobre o estado da arte da construção em madeira na área de Sudoe.

Os parceiros do projecto europeu Interreg Sudoe Eguralt reuniram-se na passada sexta-feira 27 de Maio na Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Valladolid para celebrar uma Conferência Internacional sobre a construção em madeira em altura. O evento, organizado por Cesefor e pela Universidade de Valladolid, contou com a presença de mais de 50 profissionais dos sectores da construção e da silvicultura de Espanha, Portugal e França.

O dia servido para o Projecto Eguralt apresentar um livro sobre o estado da arte da construção em madeira na área de Sudoe. Este trabalho, realizado por investigadores de Cesefor e da Universidade de Valladolid, inclui, entre outras coisas, a história e a evolução da construção em madeira, técnicas de construção que utilizam este material e a percepção que a sociedade tem dos edifícios em madeira. Além disso, uma parte fundamental do livro são as 28 fichas de dados técnicos sobre edifícios de madeira no Sudoeste da Europa, que explicam em pormenor todas as características destes edifícios.

O dia começou às 9 da manhã e foi aberto por Arantxa Arregui, Chefe de Secção em Nasuvinsa, e Vanesa Baño, investigadora em Cesefor. Após a apresentação do programa Interreg Europe Eguralt, Manuel Touza, técnico de Xera, e Oskar Azkarate, director do Baskegur, explicaram as oportunidades identificadas para a construção com madeira em altura média.

A seguir, foi a vez de Maitane Zazu, Chefe da Secção de Projectos Especiais, e Ana Aritz, técnica de Desenvolvimento Territorial Sustentável, que partilhou o trabalho de Nasuvinsa em relação à Promoção Pública de edifícios de madeira em Navarra. A primeira parte da conferência foi concluída por Carlos Martins, médico investigador da SerQ, que apresentou novas experiências de produtos e tecnologia, e Luis Jorge, Director da Tisem, que explicou o trabalho realizado num edifício de madeira no centro de Lisboa.

Após um intervalo, foi dada a palavra a Berenice Kimpe, Gestora de Projectos Europeus da Xylofutur, que apresentou a Eguralt Wooden Construction Network. Vanesa Baño, chefe de projecto e Gonzalo Cabrera, investigador de Cesefor e Alfonso Basterra, professor de Construções Arquitectónicas e Gamaliel López e Patricia Vallelado, investigadores da Universidade de Valladolid, que explicaram o processo de elaboração do livro sobre o estado da arte e as fichas técnicas. A manhã terminou com a apresentação do edifício da Residência Hyperion por David Sebastián.

À tarde, foram apresentados mais 4 edifícios; o dia foi retomado por Miguel Nevado, que detalhou o trabalho que realizou nos edifícios La Borda e La Balma. Foi seguido por Antonio José Lara que descobriu todos os detalhes sobre a construção do edifício Impulso Verde. O penúltimo edifício foi o Wittywood Office, apresentado por Jorge Blasco, enquanto José Toral encerrou o dia falando sobre o edifício 85 VPO em Cornellá.